Desfrute o momento presente com sabedoria

Por Paulo R. Käfer*

Quem já não conversou com alguém que parecia estar “no mundo da lua”? Quem já não esteve em um determinado lugar, mas a mente teimava em ir para outro, bem distante? Olhando ao redor, percebo que um grande desafio para o ser humano moderno é conseguir ficar plenamente consciente e conectado com o momento presente. E me parece relevante essa questão, porque só podemos ser realmente felizes quando estamos inteiramente despertos no aqui e agora.

Os benefícios de viver com nossa atenção integrada ao presente parecem óbvios em várias áreas da vida. No campo dos relacionamentos, por exemplo, se estivermos plenamente conscientes, conseguimos ser mais compreensivos, empáticos, dar a devida atenção às pessoas, escutar ativamente e sermos mais gentis.

Além disso, uma pessoa que efetivamente consegue estar mais no presente, possui mais “presença” e se move no mundo com mais liberdade e lucidez, pois não está aprisionada nos pensamentos nostálgicos sobre o passado nem é facilmente dominada por preocupações e ilusões sobre o futuro. E ao que parece, não reage tão automaticamente aos estímulos.

Lembre-se dos momentos mais felizes da sua vida… Independente das imagens que lhe veem na cabeça, provavelmente nesses episódios de bem-aventurança você conseguiu expressar sua natureza, se sentiu a vontade consigo mesmo e estava totalmente presente, envolvido na experiência e desfrutando do momento.

Uma maneira de ampliarmos nosso bem-estar é dirigir nossa atenção de forma integral ao momento presente e àquilo que estamos fazendo ou vivenciando. Quando nos compenetramos unicamente na tarefa que estamos realizando, a mente fica focada, concentrada e não há espaço para pensamentos preocupantes ou aflitivos. Ou estamos distraídos pensando no futuro ou atentos vivendo o agora. Não dá pra fazer as duas coisas ao mesmo tempo.  Trocar a magia do presente por especulações sobre o futuro pode não ser uma boa ideia, já que o mesmo é apenas uma projeção de nossa mente.

Vamos ousar mais?

Podemos praticar a plena atenção instante a instante, nas mais diferentes atividades. Por exemplo, se estivermos tomando um suco, podemos fazer somente isso: apreciar o sabor, sentir o aroma, a cor, observar o design do copo… Assim, ficamos totalmente conectados com aquilo que estivermos realizando. Se por ventura, aparecerem pensamentos diversos, simplesmente não nos prendemos a eles. Pelo menos não naquele instante. E sempre que nossa atenção for desviada, a gente procura trazê-la de volta para o precioso momento presente.

É importante frisar: não somos os pensamentos que surgem aleatoriamente em nossa mente e tampouco precisamos nos identificar com eles. Para viver plenamente uma experiência, precisamos nos entregar a ela e nem tanto aos pensamentos.

Assim como no exemplo do suco, podemos viver com atenção plena em muitos momentos de nossas vidas: cozinhando, lendo um bom livro, almoçando, conversando com alguém, escutando música, levando o cachorro para passear, caminhando na praia ou até mesmo comendo nossa fruta predileta: sem pressa, saboreando-a lentamente, com consciência, apreciando cada mordida, mastigando devagar… Claro que é uma questão de treino e hábito, mas nosso dia a dia é perfeito para exercitarmos.

Raciocine comigo: se a felicidade está na jornada e não no destino, para que andar com tanta pressa? Bom mesmo é de vez em quando, desacelerar para se conectar consigo mesmo, apreciar mais a vida e viver mais consciente no agora.

E para desfrutar intensamente o momento presente com sabedoria, precisamos estar completamente despertos… Em cada olhar, em cada respiração, em cada encontro. Em cada passo, em cada recomeço. Em cada silêncio, em cada escuta, em cada abraço.

 Paz na mente e até o próximo texto.


Paulo R. Käfer

Facilitador de Treinamentos Empresariais Sênior, com mais de 10 anos de experiência na área. É Instrutor da Formação de Multiplicadores – Facilitador Coach© com várias turmas realizadas pela MKaPlus, empresa especializada em ajudar instrutores e facilitadores a terem alta performance e realizarem treinamentos fantásticos.

>>> Mais sobre Paulo.

Todos os textos do blog possuem direitos autorais. Cópia proibida.

arrow
Gostou do texto? Achou relevante? Então que tal se cadastrar abaixo para receber nossa newsletter?
Facilitador Coach

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *