Três ensinamentos bem simples que podem tornar nossa vida extraordinária

Por Paulo R. Käfer

Fui dar um tempo para a cabeça. Respirar outros ares, arejar a cuca. Uma espécie de “ mini férias” de quatro dias. A intenção era “desplugar” de verdade, não pensar em trabalho, nem em metas ou qualquer coisa do tipo.

Saí para desfrutar o presente. Apenas isso. Quando nosso foco é o aqui e agora, parece que nossas experiências ganham maior profundidade e prestamos mais atenção no que se passa ao nosso redor.

Abaixo compartilho com você algumas impressões e aprendizados desse tempinho desconectado.

Alegre o dia das pessoas!

Em um desses dias, acordei bem cedo, por volta das 5 horas da manhã. Fato inusitado, para quem gosta de ficar um pouco mais na cama. Pensei em dar uma caminhada nas redondezas antes do café da manhã.

O dia estava nublado e aquele silêncio matinal permitia que eu ouvisse o canto dos pássaros com espantosa nitidez. Contemplei as ondas do mar e pude sentir o contato agradável da brisa primaveril na minha pele. Observei atentamente pequenas formigas determinadas carregando pedaços de folhas de forma organizada.

Durante a volta da caminhada já próximo ao hotel vi um cachorro bem simpático. Ele abanou o rabo com sua alegria genuína, me fez sorrir e pensar: em um mundo onde muitos tropeçam uns nos outros checando mensagens, um cachorro possui a capacidade de nos humanizar e alegrar nosso dia.

Fiquei com saudades de um velho amigo de quatro patas, com pelo branco que pulava todo contente quando eu chegava em casa…

Procurar alegrar o dia dos outros com autenticidade e generosidade pode ser uma boa pedida ao invés de importuná-los com reclamações e sarcasmos. E pensando bem, se contribuir para a felicidade alheia gera bem-estar, qual a razão para não incorporar essa prática no nosso cotidiano?

Trabalhe com entusiasmo!

Saio para o almoço. Eu não sabia ao certo onde iria comer. Eis que de repente me deparo com uma carismática senhora muito animada e esbanjando vivacidade na frente de um restaurante falando sobre o cardápio do dia.

Ela me convenceu. Ou seu entusiasmo. Entrei, almocei e refleti: quanta gente reclama do seu trabalho? Quantas pessoas andam por aí sem vontade para nada, sem paixão pela vida? Quantas pessoas choramingam e resmungam pelos cantos sentindo pena de si mesmas?

Aquela encantadora senhora me inspirou e reafirmou algo em que acredito: fazer o que se gosta e realizar as atividades com amor e entusiasmo traz felicidade. E quem sabe, de acordo com esse notável exemplo de vida… Longevidade também!

Ah sim… E a comida estava ótima.

Relaxe e aproveite a vida (com sabedoria)!

Eu estava conversando com uma pessoa muito querida para mim sobre como o tempo passa e sobre a natureza efêmera das coisas. Entre uma reflexão e outra, ela me disse uma frase marcante após um gole de café:

– Estamos todos na fila. Por isso temos que aproveitar a vida com sabedoria.

Entendi a metáfora, mas perguntei:

– Você poderia especificar mais?

Ela fez um pequeno silêncio e disse algo assim:

– A vida tem início, meio e fim. O que acontece depois é uma incógnita. Então o negócio é relaxar, parar de se preocupar tanto com bobagens e viver da melhor forma possível.

Então me lembrei das palavras de Oscar Wilde: “viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe”.

Após essa conversa, uma pergunta surgiu entre alguns pensamentos: o que podemos fazer para tornar esse intervalo que chamamos de vida, mais alegre, fascinante e extraordinário? A melhor resposta está dentro de cada um.

O que essas três experiências podem nos ensinar?

1 # Ser cordial e gentil com todos os seres fazendo com que eles se sintam bem com nossa presença.

2 # Escolher a melhor atitude em qualquer circunstância e realizar as atividades com entusiasmo.

3 # Parar de dar importância para aquilo que não tem importância e se apaixonar perdidamente pela vida, vivendo cada momento com intensa alegria no coração.

#

Se aplicarmos na prática esses três ensinamentos simples, é bem possível que nossa vida se torne extraordinária. Tentar não custa. Afinal de contas, como disse Benjamim Disraeli: “a vida é curta demais para ser pequena”.

Então que tal praticar ações virtuosas para torná-la grandiosa, cheia de propósito e recheada de felicidade?

Agradeço sinceramente a sua visita aqui no blog, grande abraço, paz na mente e até o próximo texto.

Paulo R. Käfer

Diretor e Facilitador da MKaPlus, empresa especializada em ajudar instrutores e facilitadores a terem alta performance e realizarem treinamentos fantásticos. Tem mais de 11 anos de experiências em treinamentos empresariais e é Instrutor da Formação de Multiplicadores – Facilitador Coach ©, com dezenas de turmas realizadas pelo Brasil.

Mais sobre Paulo.


Todos os textos do blog possuem direitos autorais. Cópia proibida.

arrow
Gostou do texto? Achou relevante? Então que tal se cadastrar abaixo para receber nossa newsletter?


Por favor, deixe um comentário abaixo e compartilhe suas ideias com a gente. Vamos juntos criar um mundo melhor.

Facilitador Coach

Share Button

8 thoughts on “Três ensinamentos bem simples que podem tornar nossa vida extraordinária

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *