Multiplicando nas Redes Sociais

*Por Paulo R. Käfer

Colaboração de Jaqueline C. Mikulski

O Facilitador e as Redes Sociais

 

Dizem que estamos na era da informação. Além disso, a informação está completamente democratizada. Praticamente todos tem acesso a ela, se quiserem. E mais do que isso, todos podem produzir e gerar conteúdo a qualquer momento e em qualquer lugar do mundo.

Como andei refletindo muito sobre as mídias sociais e nos Treinamentos que conduzo, quase sempre alguém levanta essa questão durante o curso ou nos coffee-breaks, resolvi elaborar algumas reflexões e dicas para ajudar você, que é Facilitador, líder ou um agente de mudança multiplicar positivamente nas redes sociais.

 

Reverberação

Aquilo que postamos e tudo o que escrevemos nas redes sociais, reverbera, ecoa para a humanidade. Podemos oferecer ensinamentos, experiências positivas, compartilhar fotos magníficas e citações de grandes sábios. Eu, particularmente aprecio muito quando as pessoas escrevem sobre o que elas acreditam e postam suas ideias e seus ideais. Tudo isso é válido e contribui para o mundo.

Reflita: qual o impacto das suas postagens na construção de um mundo melhor, mais humano e mais feliz?

Como Facilitadores, nossa missão é disseminar as sementes da mudança positiva. Afinal, não é isso que queremos quando ministramos um treinamento? Pois é, podemos usar as redes sociais com essa finalidade escolhendo com cuidado cada postagem.

 

Reclamar não traz felicidade

Antes de digitar e postar qualquer comentário, precisamos respirar e pensar naquilo que iremos escrever. As sementes da critica, da ofensa e do deboche podem germinar e duvido muito que os frutos serão doces.

Julgar e criticar (muitas vezes sem entender o outro lado) deixa alguém feliz e em paz consigo mesmo? Será que isso traz felicidade?

Quando um indivíduo se manifesta contra algo ou alguém, acontece duas coisas. Primeiro: a crítica fala mais sobre quem critica do que a pessoa que está sendo criticada. Segundo: tudo que você foca expande. Ou seja, é melhor ser a favor daquilo que acreditamos do que ser contra tudo aquilo de que não gostamos.

O pensamento crítico é muito importante. Questionar o status quo para promover mudanças positivas é essencial para as transformações sociais. Mas será que a crítica como uma forma de catarse é efetiva? Se todos resolverem criticar isso ou aquilo, quem apontará as soluções para um mundo melhor?

Só para lembrar, disse Henry Ford: “Não encontre defeitos, encontre soluções. Qualquer um sabe queixar-se”.

Blogs e redes sociais podem ser muito bem utilizados para compartilhar ideias, sonhos e esperanças de um mundo mais amoroso e pacífico.

 

Seja relevante

Uma postagem é relevante em razão do valor proporcionado a seus clientes, alunos e ao mundo. E não esquenta: o número de curtidas não é tão importante. O essencial é o valor agregado.

Formulei algumas perguntas que servem de filtro e podem lhe ajudar bastante:

Você melhora o dia das pessoas com sua postagem?

Seus escritos ajudam as pessoas a serem mais produtivas, efetivas, pessoas melhores ou líderes mais eficazes?

Seus comentários são significativos e fazem alguma diferença para as pessoas e para o mundo?

 

Capricha: o seu cliente pode estar checando seu perfil

Muitos recrutadores verificam os perfis dos candidatos antes de contratar. E Por quê? Simples: porque suas postagens dizem muito mais sobre você do que você mesmo imagina. E se você é um Treinador Empresarial vale a mesma regra. O seu potencial cliente pode checar seu perfil e sua fan page e dependendo da qualidade de suas postagens pode decidir contrata-lo ou não.

Tanto seus clientes quanto seus amigos, captam o seu “jeitão” nas redes sociais e vão naturalmente posicionando você na mente deles.

Pode até existir dois ambientes: o virtual e o real. Mas você é um só. E as pessoas constroem percepções a seu respeito tanto em um ambiente como em outro.

Ter esse cuidado, não é só sobre a imagem que os outros têm de você. É sobre a sua autoimagem também!

 

Escrita bacana

A escrita nas redes sociais e nos blogs tem um caráter informal. Até aí tudo bem, mas escrever de qualquer jeito não fornece uma boa imagem para um Instrutor não é mesmo? Na dúvida, tenha sempre um dicionário à mão.

Adoro postagens que transmitem emoção, simplicidade e clareza. Gosto de sentir quando o texto soa verdadeiro, original e a intenção do autor é genuína. É maravilhoso quando notamos que a pessoa que escreveu se esforçou para tornar sua mensagem valiosa, autêntica e com o propósito de inspirar mudanças positivas no planeta.

 

Está bem, já entendi… Mas o que postar?

Você pode falar de uma experiência positiva que você vivenciou, dar ideias e dicas legais sobre os temas de seu treinamento, promover insights e reflexões através de perguntas inteligentes, postar fotos de natureza, compartilhar seus próprios textos ou frases inspiradoras de grandes mestres. São apenas algumas ideias. Mas lembre-se: compartilhar algo pronto é fácil. Postar conteúdo original dá trabalho, mas vale a pena. A gente acaba ajudando muitas pessoas e principalmente a nós mesmos.

 

Somos o que comemos, o que pensamos e agora também somos o que postamos. Multiplique conhecimento com consciência: quanto mais você caprichar nas suas postagens, mais você contribui para um mundo melhor.

Mario Quintana, disse muito bem que “o segredo é não correr atrás das borboletas… É cuidar do jardim para que elas venham até você”.

Trate seu perfil nas redes sociais como um jardim e as borboletas nunca deixarão de visita-lo.

Excelentes postagens e até o próximo texto. Ah… E se puder, deixe seu comentário abaixo, ok?

 

Paulo R. Käfer é Diretor e Facilitador Coach na MKaPlus.

Colaboração de Jaqueline C. Mikulski

 

Todos os direitos reservados. Cópia proibida.

 

arrow

Gostou desse texto? Achou relevante? Então que tal se cadastrar abaixo para receber nossa newsletter?

Share Button

2 thoughts on “Multiplicando nas Redes Sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *