A arte de cultivar excelentes relações

Por Paulo R. Käfer*

Eu estava muito cansado. Muito mesmo. E até meio aborrecido com algumas coisas. Mas tinha que ir ao supermercado, pois não tinha nada na geladeira. Sabe como é… Eu acabara de chegar de viagem: muitas horas de voo e muito tempo de espera em dois aeroportos. Essas coisas, típicas de quem viaja muito a trabalho.

E lá fui eu quase sem energia fazer minhas compras. Quando eu estava já na saída do mercado, uma funcionária veio correndo em minha direção me entregar uma das sacolas que eu havia esquecido após fazer o pagamento no caixa. E sorriu! Mas sorriu de verdade sabe? Genuinamente mesmo! Sabe quando se forma aquelas ruguinhas ao redor dos olhos?

Não era um sorriso forçado de quem trabalha por trabalhar. Não, não era. Definitivamente não era o sorriso político, treinado ou diplomático de quem apenas está “fazendo o seu trabalho” e não havia nenhum “traço burocrático” na sua atitude.

Era o sorriso natural, sublime e espontâneo de alguém que compreende a beleza de servir pessoas. Era o olhar puro de alguém que enxerga além das suas “tarefas laborais”.

E o mais interessante é que aquele sorriso não veio acompanhado de palavras. E nem precisava. Para quê? Aquela expressão facial já era suficiente para melhorar o meu dia. Bem… Eu agradeci a gentileza e segui o meu caminho.

Mas algo aconteceu: eu já nem me sentia tão cansado e estava até sorrindo. Então pensei: será que um sorriso genuíno tem o poder de renovar nossa energia? Será que uma simples interação autêntica é suficiente para que a gente se sinta bem melhor, com uma nova disposição?

Talvez… Sim.

Charlie Chaplin disse: “Não sois máquina! Homens é que sois!” A singela expressão do ser autêntico que existe em todos nós precisa florescer para que nossas relações sejam realmente humanas. É urgente que venha à tona o altruísmo que habita em que cada indivíduo. Precisamos multiplicar sorrisos, gentilezas e “distribuir bondades” para tornar extinta a frieza e a indiferença que circula solta nas ruas, nas empresas e infelizmente em muitas famílias.

Não podemos ser felizes em um mundo onde muitas pessoas são tratadas como números e onde máquinas são mais valorizadas que seres humanos. Carlitos estava certo: “Homens é que sois.” Para viver bem, é interessante purificar e humanizar a nossa maneira de olhar para os outros. E para isso é necessário um entendimento sistêmico de que somos uma grande família e compreender essa interdependência. Afinal ninguém é uma ilha.

Além disso, é sempre bom deixar de lado a preocupação excessiva com o próprio mundinho e olhar o outro como outro e não como máquina. Aí sim reside a verdadeira empatia. Tão lembrada na teoria e pouco praticada.

Podemos padronizar as tarefas e os procedimentos com muito sucesso. Mas é inócua e até contraproducente a tentativa de padronizar as relações com um script.

Lidar com pessoas é mais arte do que lógica. A grande tarefa, portanto, é educar nossos corações para cultivar a paz em todas as relações. Nessa busca por uma cultura de paz, cada indivíduo deve estar em paz.

Para tanto é necessário nos empenharmos em aprimorar nosso autoconhecimento para poder transmitir nosso verdadeiro eu na relação. Um bom ponto de partida é criarmos o hábito de tratarmos a nós mesmos com muito respeito e amor. Quando aprendermos a desfrutar o ser incrível que somos, estaremos mais confiantes e preparados para qualquer tipo de relação.

Para que tenhamos uma vida feliz e plena, precisamos ter bons relacionamentos. Preparei três reflexões para que possamos cultivar a paz nas relações e tornar o dia das pessoas bem melhor. E o nosso também, claro.

Não seja dono do comportamento dos outros!

Não é nada estratégico permitir que os comportamentos dos outros nos incomodem. Por uma razão muito simples: os comportamentos das pessoas pertencem a elas. É sempre interessante aceitar e acolher as pessoas como elas são. Além disso, tentar controlar os outros só desgasta nossa energia. Temos que ter o entendimento de que o controle é uma tremenda ilusão. É melhor ser um exemplo positivo e inspirador para as pessoas do que tentar controlá-las.

Acredito que o melhor relacionamento do mundo é aquele que você consegue ser você e a outra pessoa pode ser ela mesma. Há um respeito pela essência de cada um. Não há parceria quando um tenta mudar ou controlar o outro.

E é sempre bom diminuir as exigências e expectativas em relação aos outros. Todos são como são. E pronto. Isso não significa que não devemos incentivar e apoiar as pessoas a darem o seu melhor. Mas é sempre importante lembrar: quanto maior a expectativa, maior a frustração.

Fale com o olhar!

Nem sempre precisamos usar palavras. Aliás, é maravilhoso quando conseguimos nos comunicar apenas com o olhar. Nada a ser dito e nada a ser explicado. A compreensão se dá apenas na troca de olhares.

É nesses raros momentos que podemos dizer: compartilhamos o mesmo mundo. O que os olhos falam é infinitamente mais preciso e mais precioso do que qualquer palavra dita.

Escute com o coração!

Os relacionamentos não existem para preencher carências afetivas. Eles existem para nos ajudar a evoluir e nos transformar em pessoas melhores.

Mas para que eles sejam produtivos e benéficos, precisamos treinar nossa escuta. Quando nos dedicamos a ouvir com genuína atenção, fortalecemos qualquer relacionamento porque conseguimos compreender melhor a visão de mundo da outra pessoa.

Francamente, as pessoas mais interessantes que conheço são boas ouvintes. Dê o seu melhor em qualquer relacionamento e presenteie as pessoas com a sua atenção plena. O resto vem por si.

 

Que possamos aprender a arte de cultivar excelentes relacionamentos, plantando sementes de paz no jardim das relações e regando sempre com muita compreensão.

Estou sempre buscando inspiração para escrever. Geralmente tenho insights caminhando na praia, no avião ou em cafés. Mas desta vez, foi um sorriso genuíno que me inspirou. E sinceramente espero que essas ideias possam ter inspirado você a transformar o dia das pessoas com sua presença e… Sorria, mesmo que não esteja sendo filmado!

Grande abraço, paz na mente e até o próximo texto.

Paulo R. Käfer

Instrutor da Formação de Multiplicadores – Facilitador Coach©  com várias turmas realizadas pela MKaPlus, empresa especializada em ajudar instrutores e facilitadores a terem alta performance e realizarem treinamentos fantásticos.

>> Mais sobre Paulo.


Todos os textos do blog possuem direitos autorais. Cópia proibida.

Gostou do texto? Achou relevante? Então que tal se cadastrar abaixo para receber nossa newsletter?


Por favor, deixe um comentário abaixo e compartilhe suas ideias com a gente. Vamos juntos criar um mundo melhor.

Share Button

30 thoughts on “A arte de cultivar excelentes relações

  1. É Jaqueline, um sorriso e/ou uma gentileza fazem todas as diferenças na vida de quem quer que seja, pois em um mundo de correrias, falta de tempo, de ver mas não enxergar os outros, acaba acontecendo uma certa mágica quando nos deparamos com um sorriso estampado no rosto de alguém.
    Enquanto lia o artigo do Paulo eu me vi nas palavras descritas aqui, enquanto trabalhava em um serviço anterior eu tinha acesso diário com estrangeiros, especificamente com Haitianos que vieram aqui para Cuiabá-MT para trabalharem nas obras do estado e da cidade. Jaqueline, é um povo tão sofrido, mas com uma capacidade de companheirismo, de ajuda mútua que apenas quem possui um coração aberto é capaz de perceber e entender.Umas pessoas alegres, sorridentes, cheios de esperanças, pessoas de fibra e com uma força interior incrível, impossível não ficar íntima de suas histórias e lições de vida.
    Ouvir o outro contar suas frustrações, seus sonhos, suas esperanças, ou mesmo dar atenção a um desabafo não faz o nosso dia ser mais ou menos cansativo ou uma perda de tempo, ganhamos tanto com gentilezas e carinho pelos outros.
    Nossa, posso falar inúmeros benefícios desse sorriso que você conta neste artigo e como é maravilhoso também compartilhar dele, simplesmente sorrir…

    • Olá Susye!

      Tudo bem?

      Também poderia relatar inúmeras situações de gentilezas que mudaram meu dia para melhor….
      A interação humano-humano pode possibilitar sim que tenhamos melhor bem-estar. E podemos (e devemos!) começar por nós mesmos!!!

      Grande abraço e obrigada por compartilhar sua experiência!

    • Eu também acredito e compartilho destas idéias Paulo!
      Um olhar, um coração faz toda a diferença nas nossas atitudes. É o tempero que dá o gosto e sabor pela vida!
      Adorei o texto e passo adiante para que muitas pessoas prestem mais atenção ao tesouro que está nas suas próprias mãos.
      Um forte abraço.

  2. Parabéns e concordo com está visão de humanização das relações entre as pessoas.
    Um fato interessante a destacar sobre isso é que atualmente encontramos mais pessoas humanizando animais e esquecendo-se do próximo.

  3. Se voce cuidar de voce estará fazendo um bem para outras pessoas também.Para amar alguém, voce deve amar a voce primeiro. Não devemos procurar alguem para ser feliz. Devemos juntar a felicidade que cada um tiver. Ser feliz é não exigir demais dos outros e do mundo,porque muitas vezes é difícil exigir de nós mesmos alguma coisa. O homem é uma criatura de relações. Ele precisa delas. Talvez a distâncias das “peles” e a fixação nas máquinas seja um mal do século que se apresenta. Temo o futuro dos sentimentos através de teclas e telas. Lamento não poder abraçar – com os meus próprios braços – todos voces..

    • Parabéns por tratar de um assunto interessante com tanta propriedade. Pois hoje em dia, é raro encontrarmos pessoas com um sorriso no rosto no momento de um atendimento ao cliente. E o pior, é que trabalham mal humoradas e não sabem separar seus problemas pessoais e profissionais. O que dificulta ainda mais, as relações dentro de um ambiente de trabalho.

      • Olá Sonia. Também acho raro o sorriso genuíno, mas eles existem. O ideal é que a gente se inspire nesses sorrisos e forneça sorrisos autênticos e gentilezas para também melhorar o dia das pessoas. E o nosso dia também. Obrigado pelo comentário. Sucesso.

    • Olá Roberto. Também acho que o ser humano precisa das relações. Então, o ideal é que a gente se esforce para que elas sejam produtivas e humanizadas. Obrigado pelo seu comentário. Grande abraço.

  4. Parabéns pelo texto! Viver a em constante corrida de obstáculos, onde é comum o salve-se quem puder, um sorriso pode fazer uma grande diferença.

    Feliz Páscoa!!!

  5. Apos ler seu artigo que leva a uma reflexão para melhorarmos dia a dia. Realmente:os olhos transmitem sinais de interpretação universal.

    Também gosto muito do dizer:” Quando decifrarmos o enigma de um sorriso , veremos que nem todo palhaço e´feliz “.
    sorriso é diferente rir que é diferente de gargalhar .
    .

  6. Apreciei muito o texto Paulo, foi de muita sensibilidade a forma como expressou a questão das relações interpessoais, hoje sendo algo tão complexo na nossa vida pessoal e ainda mais no contexto profissional. Estou findando meu TCC e a temática são Relações Interpessoais entre líder e equipe, e certamente tua escrita me proporcionou várias reflexões para que eu possa enriquecer meu trabalho. Parabéns e obrigada! Sorri genuinamente ao terminar a leitura como que concordando com o que falaste.

  7. Parabéns, adorei o texto e interessante e sempre importante realçar as relações humanas, e difícil entender que estamos no século XXI, e ainda acreditamos que a individualidade irá de alguma forma nos favorecer, engano.
    O trabalho em equipe e a aproximação só nos faz entender e saber administrar situações, e reaprender a coisa mais importante saber amar.

    Um Abraço

  8. Excelente texto. É tão simples e fácil melhorar o dia de uma pessoa. Na verdade, precisamos ser mais educados e respeitosos com o próximo, seja lá quem for.

  9. Parabéns por este texto, fico extremamente feliz por vocês terem partilhado com nosco.
    Paulo, acredito que cada relação é única, e que precisamos construir pontes e relações positivas em nosso dia- a-dia, muita das vezes um olhar mais humano faz muita diferença na vida das pessoas.
    Um abraço,
    Darcy

  10. Olá, Paulo. Sensacional seu texto. Gostei muito porque sempre acreditei nas relações humanas bem conduzidas como chave para o sucesso em todas as áreas e atividades. Refleti, ao lê-lo, quanta diferença um sorriso “sincero”, qual um elogio sincero, pode fazer nas comunicações interpessoais, tão dificultosas nas organizações. Recentemente ministrei um treinamento para um grupo de Líderes de primeira linha, novos no cargo, e tratamos bastante das Comunicações, exatamente porque nelas reside grande parte dos problemas de integração e busca de resultados. E suas recomendações agregam valor nesses aspectos, também. Um sorriso tem muita força e poderes mágicos até para abrir portas aparentemente emperradas e empedernidas pelo tempo, pela correria do mundo moderno, pela injustiça social, pela velocidade de máquina que se impõem aos homens!

  11. Maravilhoso texto, realmente um sorriso espontâneo renova nossas forças e nos faz pensar que existem pessoas realmente singelas. E o sorriso é uma das principais formas de comunicação. Estreita qualquer relação.
    Parabéns por compartilhar e proporcionar tão bela leitura, e fazer com que o sorriso flua tão naturalmente ao imaginar a imagem desta cena narrada.

  12. Olá Jaqueline.
    Olá Paulo.
    Como sempre textos incríveis.

    Realmente, sem alegria não é possível. Nada é realmente possível sem alegria.
    Nossa inteligência social não “responde” às nossas ações.
    Nosso texto não corresponde aos nossos pensamentos e formulações.
    Pessoalmente não consigo nem ao menos cozinhar – uma das coisas que mais gosto de fazer – se não estiver feliz. O sabor não surge, os temperos não “funcionam” e o apetite desaparece como se estivesse se vingando da tristeza.
    E o mais incrível é que a alegria está extremamente disponível. E nas pequenas coisas. Em uma criança, em um sorriso verdadeiro, em algumas páginas de um bom livro, em uma oportuna observação da natureza. É fácil! É simples! E é poderosa!
    Sem alegria “não rola”.

  13. Muito Inspirador este texto..estava precisando ler algo como esse para repensar algumas atitudes minhas..Obrigada pela postagem..Parabens..

  14. Agradeço imensamente todos os textos não imaginam o quanto têm me ajudado. Parabéns pela iniciativa. Uma atitude positiva para os outros pode mudar uma vida ou momento de angustia e desesperança. Grande abraço.

  15. Olá Paulo, parabéns sempre trazendo assuntos que nos servem de experiência, de lição para a vida. E congrego da mesma opinião, a importância do sorriso para além da boca, mas no olhar nos revela a essência do ser humano com esta atitude.

  16. Parabéns pelo texto, aliás, pelos textos que publicam. Muito bacanas! Objetivos, profundos e inspiradores….
    Muita luz e sucesso para vocês!

  17. É a mais pura verdade,um sorriso muda tudo,pois já estive dos dois lados da moeda e é revigante os dois lados(quem sorri e quem é presenteado por um sorriso,sim o sorriso é um presente que Deus colocou em nosso lábios para que pudéssemos dar aos outros de graça),quando você percebe que pôde ajudar alguém através de um simples sorriso,é maravilhoso,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *