Apresentações Genuínas: transmitindo ideias com autenticidade

Por Paulo R. Käfer

Sempre gostei da natureza e de observar seus encantos. O mar, por exemplo, não tenta ser o que não é. Da mesma forma, uma borboleta pousando suavemente na pétala de uma flor é uma cena poética porque tanto a flor quanto a borboleta são elas mesmas.

Um cachorrinho alegre, pulando quando alguém brinca com ele é a sua expressão genuína se manifestando, sem disfarces nem máscaras.

Um pássaro em pleno voo não sente a necessidade de fazer pose para “ficar bem na foto”.

Assim é na natureza. Não há artificialismos. Não ocorrem ações mecânicas e ensaiadas. Tudo brota naturalmente e é por isso que tem seu encanto. E o que é belo, no meu entender tem como marca registrada, a autenticidade.

O ser humano não é algo externo à natureza. Nós somos parte dela e pertencemos a ela. Então não tem sentido projetar uma imagem artificialmente criada para impressionar os outros. Agindo assim, estaríamos nos distanciando de quem somos, ou seja, da nossa essência. Imagine um golfinho tentando parecer um leão… Estranho não?

Conhecimento e Sabedoria

Toda expressão de sabedoria não é fabricada, é genuína. Existe uma diferença muito grande entre conhecimento e sabedoria. Conhecimento é algo relativo ao passado, pertence ao acúmulo de informações que é adquirido com o tempo.

Mas sabedoria é algo que emana da pessoa e que brota espontaneamente a partir de sua consciência no presente. Ela emerge de um estado mental receptivo e sem ideias preconcebidas. Esse é o ponto.

Por exemplo: se alguém faz uma pergunta para uma pessoa que está muito centrada em seus conhecimentos, sua resposta poderá ser automática, com frases prontas. A mente, neste caso está cheia de conceitos e busca defender suas ideias… Mas quando a pergunta é direcionada para uma pessoa sábia, a resposta surge através de uma profunda reflexão. Ela não é construída artificialmente. A mente está limpa e serena…

No caso de apresentações corporativas, treinamentos e palestras, isso é especialmente importante para gerar conexão com o público.

É preciso compreender que as informações e o conhecimento são muito importantes e possuem um valor inestimável. Principalmente se forem relevantes, mas o apego excessivo a conceitos, teorias e até mesmo aos slides podem ofuscar o brilho natural do Facilitador, ou seja, a sua autenticidade.

Por falar em slides, só use se for muito relevante. Acredite: o excesso de slides pode atrapalhar sua apresentação e sua espontaneidade.

Deixar fluir

Penso que profissionais de treinamento espontâneos, originais em sua abordagem e que transmitem sua essência possuem excelentes chances de causarem um impacto positivo em suas apresentações. E cá entre nós, gestos calculados e fabricados, expressões vazias e desprovidas de sentido, falas decoradas, abordagem mecânica e robotizada não convencem ninguém não é mesmo?

Quando a essência de quem somos é revelada através de gestos naturais, olhares sinceros e por intermédio de um estilo próprio de comunicação, as pessoas prestam atenção ao que estamos dizendo. E isso é importantíssimo, já que as distrações são grandes e o déficit de atenção é muito alto na era da informação. Em um mundo de cópias, a originalidade desperta a atenção.

E o bacana disso, é que quanto mais nos aprofundarmos em ser o que somos, nossa presença tende a ser mais marcante. Genuinamente marcante! Uma boa estratégia é buscar nossa verdadeira natureza dentro de nós mesmos e não ficar se esforçando para reproduzir comportamentos alheios. O desgaste de energia é muito grande e o que é pior: as pessoas captam essa artificialidade conscientemente ou inconscientemente.

Quando nos construímos de modo artificial, perdemos a liberdade de ser quem somos. Mas se formos genuínos em nossa maneira de ser e originais em nossas ações, tudo flui tão naturalmente que nossos movimentos se tornam leves como um passo de dança. Nas apresentações… E na vida.

Simplicidade

Ninguém aguenta mais discursos formais, monótonos e desprovidos de emoção. E é sempre bom evitarmos a retórica corporativa, jargões e estrangeirismos. Alguém na plateia pode pensar: como essas palavras pomposas podem me ajudar?

Na maioria das vezes, podemos deixar a fala erudita e rebuscada de lado, principalmente no meio empresarial. Clareza e objetividade na comunicação sempre são bem vindas. O desafio: tornar simples o que aparentemente é complexo e manter a profundidade que o tema exige.

Hoje as apresentações empresariais precisam caminhar mais para uma conversa informal, algo como um diálogo estruturado, com ensinamentos relevantes e soluções, cuja meta é transmitir a mensagem de maneira coerente, atrativa e que faça sentido para o público que está participando.

De humano para humano

As pessoas anseiam por Facilitadores demasiadamente humanos que sabem falar para a mente e para o coração delas.

Pessoas precisam de Inspiração! Inspiração para realizar um trabalho significativo, inspiração para servir as pessoas e inspiração para fazer a diferença no mundo.

E inspiração vem do que a pessoa é e do que ela faz e nem tanto do que ela fala ou sabe. Portanto, ser uma pessoa com valores profundos e com uma missão nobre de vida é fundamental para inspirar quem quer que seja.

A Educação Empresarial, para ser completa precisa tanto da ciência quanto da arte, do lógico e do lúdico, do racional e do intuitivo, da análise e da síntese e da reflexão e da prática. E principalmente, da naturalidade e da espontaneidade do Facilitador na transmissão das ideias.

Humanize sua comunicação: estabeleça uma linguagem “de humano para humano”. É sempre recomendável evitar “firulas” e “técnicas engessadas de comunicação”. E algo que eu super recomendo em meus cursos: tenha um propósito claro de ajudar as pessoas e o mundo com suas ideias! Essa intenção pura focada na contribuição e na evolução das pessoas, turbina qualquer apresentação.

É fantástico quando ousamos viver nossa essência. Produzir a nossa própria melodia é a grande sacada. É como se colocássemos uma música despretensiosamente e o Universo começasse a dançar junto com a gente. Então… Desfrute da beleza de ser você mesmo e faça apresentações genuínas e memoráveis!

Grande abraço, paz na mente e até o próximo texto.


Paulo R. Käfer

Instrutor da Formação de Multiplicadores – Facilitador Coach©  com várias turmas realizadas pela MKaPlus, empresa especializada em ajudar instrutores e facilitadores a terem alta performance e realizarem treinamentos fantásticos.

Mais sobre Paulo.


Todos os textos do blog possuem direitos autorais. Cópia proibida.

arrow
Gostou desse texto? Achou relevante? Então que tal se cadastrar abaixo para receber nossa newsletter?

Por favor, deixe um comentário abaixo e compartilhe suas ideias com a gente. Vamos juntos criar um mundo melhor.

Formação de Multiplicadores Banner

Share Button

15 thoughts on “Apresentações Genuínas: transmitindo ideias com autenticidade

  1. Parabéns, esse comportamento também tento transmitir às pessoas, menos palavras e mais ações. O ser humano é executor, é necessário encontrar a beleza e a felicidade na execução das tarefas. Simplicidade e humildade
    acima de tudo. Você conseguiu transcrever tudo isso muito bem. Parabéns, excelente trabalho.

  2. Parabéns Paulo pelo seu artigo. Também sou palestrante e realmente quando a gente fica preso ao roteiro e aos slides parece que interiormente a gente não se sente bem. É isso mesmo. Gostei e recomendei seu texto.
    abraço

  3. Que bom saber que tem mais gente pensando igual…Parabéns Paulo..Penso estarmos numa época de reconstrução da sensibilidade! Para isso temos que nos esforçar para resgatar a alma que parou de ser alimentada . Vivemos num ritmo frenético de evolução tecnológica e pressa.
    Precisamos de mestres como você que espalham novos caminhos de treinar pessoas!
    Abraço

  4. Olá, gostei muito do texto vem totalmente ao encontro com o que penso e busco na minha prática profissional. Sou Psicóloga, Coach e Palestrante e sempre busco levar e transmitir essência nas minhas apresentações. Ótimo texto, parabéns!

  5. Excelente texto Paulo, parabéns pela inspiração e iniciativa de externar seus sentimentos que agregam valores e conhecimento às pessoas que buscam aperfeiçoar a forma de transmitir conhecimento e prática profissional; eu sou uma dessas pessoas.
    Agradeço por disponibilizar seus textos.
    Abraço

  6. Oi, Paulo! Gostei muito do seu artigo. Após participar do seu curso e da Jaqueline, tão recentemente, suas palavras conseguiram direcionar um pouco o alvoroço das ideias e reflexões sobre tudo que ouvimos, falamos e vivenciamos no curso. Muito obrigada!!

  7. Parabéns que artigo maravilhoso, inspirador… começar o dia lendo esse artigo nos motiva a fazer algo á mais pelos outros, saber que cada um de nós está em construção contínua e que mesmo não conhecendo TUDO podemos usar da sabedoria como uma ferramenta para o desenvolvimento do outro , faz todo esforço valer a pena.

    Obrigado, por motivar-nos e partilhar conosco essa visão!!!

  8. Oi Paulo,
    Obrigado pelo texto tão inspirador, tão prático e necessário em nossas profissões, em especial, para o professor.Vou lê-lo muitas vezes e internalizar estas verdades e fazer ao máximo para melhorar mais e mais as minhas falas em sala de aula.Mais uma vez obrigado.Prof.Itamar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *